Sarampo: o que é, sintomas, sequelas, tratamento e prevenção através da vacina

Atualizado: Ago 14




Surto em São Paulo e casos em outros estados, como Rio de Janeiro e Pará, apontam para a importância da vacinação de crianças e adultos


O surto de sarampo em São Paulo acendeu a luz vermelha em todo o país. Em pouco mais de um mês, entre 17 de junho e 22 de julho, o número de casos confirmados só na capital paulista aumentou 1.034%, passando de 32 para 363. Já há também confirmações da doença no Pará, Rio de Janeiro, Roraima, Amazonas, Minas Gerais e Santa Catarina. A enfermidade, que até ano passado era considerada eliminada, voltou com força a partir de fevereiro de 2018, ano em que 10.326 casos foram registrados, a grande maioria em Roraima e no Amazonas, com 12 mortes confirmadas. O Brasil até recentemente era considerado pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) um país livre do sarampo, mas perdeu o certificado em março, depois que completou mais de 12 meses de surtos.


O vírus voltou principalmente através da fronteira da Venezuela, onde a doença vive um surto grave desde 2017. E se espalhou se aproveitando da baixa cobertura vacinal: metade dos municípios (49%) do Brasil não alcançou a meta de vacinação contra o sarampo em 2018. Isto é, dos 5.570 municípios do país, 2.751 estão abaixo da meta. Não é um caso isolado. Em 2017, a vacinação infantil alcançou os índices mais baixos em 16 anos. Em 2018, segundo dados do Ministério da Saúde, sete das oito vacinas obrigatórias na infância tiveram a cobertura abaixo do esperado. Somente a BCG, aplicada assim que a criança nasce, alcançou a meta de 90%.


No caso do sarampo, a vacina é a tríplice viral, também conhecida como MMR (measles, mumps, rubella) ou SCR, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola e é oferecida na rede pública, em postos de saúde. Uma baixa cobertura vacinal representa risco da volta também, portanto, de caxumba, como o caso que acometeu o atacante da seleção brasileira Richarlison, e de rubéola.


- O sarampo mata. E a rubéola, que é uma preocupação porque também há um surto na Venezuela e pode chegar aqui a qualquer momento, não é grave como o sarampo para o doente. Mas causa a síndrome da rubéola congênita, que acontece quando mulheres grávidas se infectam, muitas vezes sem sintomas, levando a graves malformações fetais - explica a pediatra Isabella Ballalai, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm).

Abaixo, explicaremos o que é o sarampo, seus sintomas, sequelas, tratamento e prevenção.


O que é e formas de contágio...


Fonte e reportagem completa: https://globoesporte.globo.com/eu-atleta/saude/noticia/sarampo-o-que-e-sintomas-sequelas-tratamento-e-prevencao-atraves-da-vacina.ghtml?fbclid=IwAR3zghf3ctcV6rpL51oDJD5umbL8zaFQl4x3UiY9BYd7c3tdgOHyebbxmYQ



HORÁRIO DE 

ATENDIMENTO

ClinicaVaciclin

R. Corumbá, 285 - Baú, Cuiabá - MT

Mesma rua do Hospital Femina

(065) 98468-6592

(065) 3051-2000

Segunda-Sexta: 8:00 às 17:00

Sábado: 8:00 às 11:30

Domingo: Fechado

CONTATO

ENDEREÇO

  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • whatsapp clinica vaciclin

Nome: *

E-mail: *

Telefone: *

Mensagem:

LOGONC.png